quarta-feira, 12 de março de 2014

CONSULTA TERRITORIAL DO ZONEAMENTO ECOLÓGICO E ECONÔMICO DA BAHIA


                    Convida

O Colegiado Territorial do Território do Sisal, Codes Sisal, convida a todos/as os seus Integrantes para participar da reunião extraordinária que será realizada no dia 20/03/14, as 8:30hs, no Centro Cultural, em Conceição do Coité, na qual representantes da Secretaria do Meio Ambiente e da Secretaria do Planejamento do Estado da Bahia apresentarão o Zoneamento Ecológico -ZEE/BA com destaque para questões das zonas referentes ao nosso Território.

Conforme o Decreto Estadual nº 14.530/2013, o “Zoneamento Ecológico-Econômico do Estado da Bahia - ZEE/BA é um dos instrumentos estratégicos de planejamento e ordenamento territorial, cujas diretrizes e critérios passam a nortear as atividades e as decisões do poder público, do setor privado e da sociedade em geral, relacionadas ao uso e ocupação do território e as políticas públicas estaduais voltadas ao desenvolvimento socioeconômico sustentável e à promoção do bem-estar da população”.

O ZEE/BA preliminar é constituído por: (I) diagnóstico dos recursos naturais e da socioeconômico de cada zona; (II) diversos estudos subsidiários como os de vulnerabilidade natural, social; qualidade da biodiversidade; avaliação das potencialidades e limitações; unidades geoambientais e unidades de paisagem; (III) Sistema de Informações Georreferenciadas - SIG; (IV) cenários; (V) discriminação de Zonas; e (VI) de diretrizes gerais e específicas para cada zona.

A Administração Estadual está disponibilizando esses produtos e as informações sobre o método de elaboração do ZEE/BA no site: www.zee.ba.gov.br

sexta-feira, 16 de agosto de 2013

VIDEOCONFERÊNCIA EDITAIS DE PROJETOS PRODUTIVOS PARA A AGRICULTURA FAMILIAR




CONVITE 
 
O Governo do Estado da Bahia, convida Gestores/as Públicos, Técnicos, representantes de Movimentos Sociais e Agricultores/as Familiares para participarem da VIDEOCONFERÊNCIA sobre Editais de Projetos Produtivos para a Agricultura Familiar
 
§Editais 2013 de Inclusão Produtiva 
(Programa Vida Melhor): R$ 55,7 milhões.
 
§Chamada Pública de Projetos Produtivos 2013 
(SDT/MDA - PROINF): R$ 10,0 milhões.
 
Contará com a participação de: 
 
Jailma Dantas | Coordenadora do Programa Vida Melhor / Casa Civil
Wilson Dias | Superintendente da Agricultura Familiar / SEAGRI
Vivaldo Mendonça | Diretor Executivo / CAR
Elionaldo de Faro Teles | Diretor-Presidente / EBDA
Wellinton Rezende | Delegado Federal do Desenvolvimento Agrário / MDA

Data: 23 de agosto de 2013
Horário: 08:30 horas
Local: Serrinha, Sala do Colégio Estadual 
Leobino Cardoso Ribeiro, próximo a praça 
Morena Bela. (Av. Governador Luis Viana Filho 1041)

quarta-feira, 31 de julho de 2013

Desenvolvimento territorial: a experiência do Território do Sisal na Bahia


Este trabalho tem como objeto de estudo o Território do Sisal. Localizado no semiárido da Bahia, o Território do Sisal abrange vinte municípios: Araci, Barrocas, Biritinga, Candeal, Cansanção, Conceição do Coité, Ichu, Itiúba, Lamarão, Monte Santo, Queimadas, Retirolândia, São Domingos, Quijingue, Nordestina, Santaluz, Serrinha, Teofilândia, Tucano e Valente. No Território do Sisal, desde 1960, a sociedade civil se organizou e promulgou diversas experiências de sucesso. Além do mais, o Território do Sisal foi constituído a partir da indução das recentes políticas de desenvolvimento territorial. Mas, após 10 anos da adoção do enfoque territorial, o Território do Sisal continua com pobreza, exclusão social e baixo dinamismo econômico. Por que, apesar da forte atuação dos atores sociais e de instituições locais (ou sociedade civil organizada) e de sua eleição como território de políticas públicas, o Território do Sisal continua apresentando alguns dos piores indicadores econômicos e sociais da Bahia e do Brasil? Para responder a tal pergunta, este trabalho tem como objetivo geral analisar como a sociedade civil, no Território do Sisal, organizou-se e foi capaz de estabelecer experiências coletivas, e compreender por que, apesar disso, o território continua apresentando alguns dos piores indicadores socioeconômicos da Bahia e do Brasil. Usando dados primários e dados secundários – além da perspectiva do neocorporativismo e do enfoque territorial – este trabalho revelou que a experiência do Território do Sisal, na Bahia, ainda tem muito a fazer para atingir um alto nível de desenvolvimento socioeconômico, sobretudo, porque precisa superar alguns obstáculos, como: a dependência econômica das prefeituras municipais, o “fenômeno natural da seca”, a decadência da cadeia produtiva do sisal, a dicotomia entre o urbano (cidade) e o rural (campo), e os excessivos conflitos “abertos” e “fechados”, que dificultam a coesão social.


terça-feira, 4 de junho de 2013

CODES SISAL - CONVOCA A CONFERÊNCIA TERRITORIAL DE DESENVOLVIMENTO RURAL SUSTENTÁVEL E SOLIDÁRIO


Conferência Territorial de Desenvolvimento Rural Sustentável e Solidário
“Por um Brasil Rural com Gente do Jeito que a Gente Quer”


CONVOCATÓRIA

O Colegiado Territorial convoca gestores públicos, dirigentes de entidades e instituições, representantes de organizações e movimentos sociais envolvidos com o desenvolvimento rural sustentável, para participarem da CONFERÊNCIA TERRITORIAL DE DESENVOLVIMENTO RURAL SUSTENTÁVEL E SOLIDÁRIO (CTDRSS) do Território do Sisal, que será realizada no dia 16 e 17 de Julho de 2013, no Auditório da Casa Brasil, município de Valente/BA.

A Conferência Territorial, etapa obrigatória para a realização da 2ª Conferência Estadual de Desenvolvimento Rural Sustentável e Solidário (CEDRSS), terá um caráter político, formativo e de mobilização, para construção participativa de um Plano Nacional de Desenvolvimento Rural Sustentável e Solidário e definição de indicativos para revisão/atualização do Plano Territorial de Desenvolvimento Sustentável

 
      Cecília Petrina de Carvalho
                                         Presidenta do Codes Sisal



Conferência Territorial de Desenvolvimento Rural Sustentável e Solidário
“Por um Brasil Rural com Gente do Jeito que a Gente Quer”


PROGRAMAÇÃO


DIA
HORÁRIO
ATIVIDADE
16/07
REUNIÃO TEMÁTICA
09 às 15: 00 h
PLENÁRIA TEMÁTICA: A expressão da mulher na luta por um Brasil e uma Bahia Rural Sustentável e Solidária
(Evento preparativo para qualificação da participação de mulheres na Conferência Territorial e debate de temas específicos)
CONFERÊNCIA TERRITORIAL
16 às 17: 00 h
CREDENCIAMENTO da Conferência Territorial de Desenvolvimento Rural Sustentável (CTDRSS)
17: 10 h
Mesa de Abertura da CTDRSS
17: 30 h
Painel: “Por uma Bahia Rural com Gente do Jeito que a Gente Quer
19: 00 h
Leitura e Aprovação do Regimento Interno
20: 00 h
Jantar
20: 30 h
Apresentação Cultural
17/07
08: 30 h
Orientações sobre o debate do Documento-Base e Roteiro Orientador
09 às 12: 00 h
Grupos de Trabalho (GTs):
§    Contribuições ao Documento-Base
§    Proposições ao Plano Nacional de Desenvolvimento Rural Sustentável e Solidário (PNDRSS)
§    Encaminhamentos para revisão/atualização do Plano Territorial de Desenvolvimento Sustentável
13 às 16:30 h
Plenária:
§    Aprovação das Proposições
§    Eleição de Delegados/as para a 2ª Conferência Estadual de Desenvolvimento Rural Sustentável e Solidário (CEDRSS)
16:30 h
Encerramento




sexta-feira, 19 de abril de 2013

CODES SISAL CONVOCA ELEIÇÃO



EDITAL DE CONVOCAÇÃO PARA ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA DO CODES SISAL

Em acordo com o Art. 8º - Parágrafo. 1º do Estatuto Social, a Presidenta do Conselho Regional de Desenvolvimento Rural Sustentável da Região Sisaleira do Estado da Bahia – CODES Sisal, Dra. Cecília Petrina de Carvalho, convoca todos/as representantes das Entidades, Instituições, Organizações Governamentais e não governamentais filiadas para participarem da Assembléia Geral Extraordinária, a realizar-se no dia 29 de Abril de 2013, às 09h00min horas, no auditório da FATRES, Rua Pedro Manoel da Cunha, 61 – Bairro Dionísio Mota, Valente - Bahia, para Eleição e Posse da  Secretaria Executiva. A Assembléia será declarada aberta em primeira convocação no horário supra mencionado, com quorum mínimo de metade mais um dos entes filiados presentes, ou em segunda convocação, uma hora depois com a presença de 1/3 (um terço) das Entidades/Instituições/Organizações Governamentais e não governamentais filiadas.

Publique-se e cumpra-se.





Cecília Petrina de Carvalho
Presidenta