quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

FUNCEB/SecultBA lançam editais de apoio às linguagens artísticas para o ano de 2013

Concursos setoriais nas áreas de Artes Visuais, Audiovisual, Circo, Dança, Literatura, Música e Teatro disponibilizam um total de R$ 13,9 milhões com recursos do Fundo de Cultura da Bahia
Com foco no apoio a propostas artístico-culturais das linguagens artísticas, nos mais diversos formatos e categorias, a Fundação Cultural do Estado da Bahia (FUNCEB), unidade da Secretaria de Cultura do Estado (SecultBA), lança sete editais setoriais com recursos do Fundo de Cultura da Bahia (FCBA): Artes Visuais, Audiovisual, Circo, Dança, Literatura, Música e Teatro. Os certames somam um total de R$ 13,9 milhões e objetivam estimular os elos da rede produtiva de cada setor, abrindo possibilidade para a realização de quaisquer tipos de projetos relacionados à criação, pesquisa, formação, produção, difusão, circulação, memória e demais ações nas áreas específicas. As inscrições ficam abertas de 3 de dezembro de 2012 a 17 de janeiro de 2013 e, como novidade desta edição, elas podem ser feitas também através de sistema online, além de pelos Correios. As minutas dos editais, bem como seus anexos, podem ser consultadas.

Neste formato setorial, lançado pela primeira vez em maio de 2012 e agora aberto para projetos a serem realizados a partir de 31 de maio de 2013, os editais da FUNCEB financiados pelo FCBA têm amplas possibilidades de incentivo, alcançando a demanda a ser apresentada pelos próprios artistas e profissionais inscritos. Além disso, em relação à edição 2012, houve ganho orçamentário real para todos os setores, em busca de atender um número ainda maior de projetos em cada área. Assim, o valor total disponibilizado para as linguagens artísticas cresceu 39% em comparação aos R$ 10 milhões da primeira edição.

Cada edital tem um aporte financeiro global e um teto máximo a ser solicitado pelas propostas apresentadas. Para Artes Visuais, o valor total disponível é de R$ 1 milhão (aumento de 33% em relação aos R$ 750 mil de 2012), com teto de R$ 150 mil por projeto. Para Audiovisual, o aporte é de R$ 6,5 milhões (44% a mais do que os R$ 4,5 milhões de 2012), com teto de R$ 1,5 milhão para produção de longa-metragem e outros formatos de longa duração; e de R$ 300 mil para outras propostas. Para Circo, são disponibilizados R$ 700 mil (aumento de 40% em relação aos R$ 500 mil de 2012) para projetos de até R$ 90 mil. Para Dança, o valor global é de R$ 1,5 milhão (20% de aumento em cima do R$ 1,25 milhão de 2012), com limite de R$ 150 mil por proposta. Em Literatura, são R$ 700 mil (40% a mais sobre os R$ 500 mil de 2012) para projetos de até R$ 100 mil. Para Música, há R$ 1,5 milhão (50% de acréscimo em relação ao R$ 1 milhão de 2012) para apoio a projetos com teto de R$ 200 mil. Por fim, em Teatro, o aporte é de R$ 2 milhões (33% de aumento em relação ao R$ 1,5 milhão de 2012), com teto de R$ 200 mil por proposta. O número de projetos a serem contemplados, portanto, vai depender dos valores das propostas selecionadas.

Podem participar pessoas físicas, maiores de 18 anos, ou pessoas jurídicas que tenham como objeto o exercício de atividades culturais, domiciliadas ou estabelecidas na Bahia há pelo menos três anos. Vale registrar que, no caso de o proponente para quaisquer dos editais ser pessoa física, o valor máximo de apoio não pode ultrapassar 150 salários mínimos – ou seja, R$ 93,3 mil. Os editais setoriais das Artes excetuam apenas propostas de residência artística e formação em outros estados e países; ações continuadas de instituições culturais; eventos calendarizados de periodicidade anual com ao menos três edições já realizadas e que ultrapassem solicitação de R$ 100 mil; e obras em edificações – estes tipos de atividades podem ser submetidos às Chamadas Públicas e Demanda Espontânea do FCBA.

Estes editais integram 19 concursos setoriais lançados em conjunto pela SecultBA, além das inscrições de Demanda Espontânea para o ano de 2013, através de suas unidades, superintendências e entidades vinculadas – além da FUNCEB, o Centro de Culturas Populares e Identitárias (CCPI), Fundação Pedro Calmon (FPC) e Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia (IPAC). Com recursos financeiros do Fundo de Cultura da Bahia (FCBA), são R$ 27,8 milhões disponibilizados para apoiar projetos das diversas áreas da Cultura em todo o estado, englobando, também, as culturas populares e identitárias, patrimônio, arquitetura e urbanismo, museus, publicação de livros por editoras, restauro e digitalização de arquivos, cultura digital, projetos estratégicos, formação e qualificação, territórios culturais, dinamização de espaços culturais e economia criativa.
Criado em 2005, o FCBA tem o objetivo de incentivar e estimular as produções artístico-culturais baianas com menor apelo comercial. O surgimento dos editais setoriais e temáticos e a simplificação na exigência dos documentos são mudanças trazidas este ano e que buscam diversificar os tipos de projetos apoiados em cada segmento, além de facilitar a apresentação de propostas. Deste modo, os editais do Fundo de Cultura permanecem como um dos principais mecanismos de fomento à Cultura da Bahia.





Nenhum comentário:

Postar um comentário